quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Após polêmica, lei que proíbe Uber em Campos é sancionada

Depois de causar polêmica em diversas cidades, o Uber chegou em Campos. Na Planície Goitacá, não foi diferente. O aplicativo também gerou confusão e deixou taxistas irritados. Alguns deles foram até a Câmara de Vereadores da cidade e realizaram um protesto para que a circulação de veículos com esse tipo de transporte fosse proibida. A lei que impede esse sistema foi aprovada no último dia 14, e sancionada pelo prefeito Rafael Diniz, nesta quinta-feira (5).
Não foi só na Câmara que houveram manifestações contra o Uber. Nas redes sociais, vários usuários se posicionaram realizando críticas. Mas muitos internautas tiveram opiniões contrárias e defenderam o aplicativo, acreditando que os motoristas são mais preparados para atender o cliente e que os carros são mais conservados do que os táxis.
O projeto de lei que proíbe o uso desse aplicativo foi criado pelo vereador José Carlos Monteiro (PSDC). Ele acredita que a disputa entre os taxistas e motoristas de Uber é desleal para os que dirigem táxis e que eles também acabam saindo prejudicados.
“Nem tudo o que é novo é bom. Tem o novo que é construtivo, mas têm outros que não são. Acredito que qualquer tipo de serviço para ser prestado à comunidade tem que estar inserido na legislação municipal. Peço aos nobres colegas que sejam solidários ao projeto que proíbe a inserção deste modal de transporte representado pelo Uber em nossa cidade até que ele seja regularizado”, disse o autor do projeto de lei.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário